H Sobre Discografia Fotos Vídeos Loja Fale Conosco Facebook

Carlos Faria (voz e guitarras), Davi Mignac (synths) e Alan Emanuel (bateria) decidiram em abril de 2011 formar uma banda com uma proposta de som diferente dentro do cenário musical de sua cidade natal, Salvador. Após o início da banda, Arthur Presta (contrabaixo) se juntou ao grupo para fechar o quarteto que hoje forma a Gepetto.

A Gepetto começou inicialmente de forma despretensiosa com o lançamento do seu primeiro EP intitulado 'Ninfo' em Janeiro de 2012, com quatro faixas. O que nenhum deles esperava é que esse EP fosse repercutir de forma positiva em Salvador, interior da Bahia e até mesmo no Rio de Janeiro, com a faixa 'Tentação' sendo a preferida dos amigos e fãs que passavam a conhecer a banda, inclusive com seu clipe sendo veiculado na MTV Brasil. Diante desse cenário, a Gepetto foi uma das bandas selecionadas para tocar no Teatro Odisseia – RJ e apresentar seu EP, além de ter sido convidada para tocar no ‘Lá Em Casa Sessions’, programa do canal Music Box Brasil com veiculação para todo o país. Mais amadurecidos como banda e confiantes no seu conceito musical, a Gepetto começou em 2014 o processo de gravação do seu primeiro álbum 'Eros Anteros', com financiamento da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Este álbum, lançado em Dezembro de 2015, apresenta 14 faixas autorais, que segundo o grupo, são capazes de expressar o potencial da banda e aprofundar sua proposta sonora, baseada em canções intimistas cheias de melancolia, efeitos de synths e vocais carregados de sentimento.

Hoje, a Gepetto opera de maneira independente, desde a organização de shows até a produção de seus clipes, porém com um enorme compromisso: fazer rock de qualidade e passar mensagens sinceras para o seu público através das suas canções.

Gepetto

Carlos Faria

Vocal e Guitarra

Alan Emanuel

Bateria

Arthur Presta

Baixo

Davi Mignac

Teclados

Discografia

Ninfo - Gepetto

Eros Anteros

O CD 'Eros Anteros', lançado em Dezembro de 2015, tem produção musical de Vicente Fonseca e Marcos Franco, e inclui 14 faixas compostas por Carlos Faria. O conceito por trás da assinatura e ilustrações do nosso álbum debutante foi inspirado na mitologia grega e na dualidade dos deuses Eros e Anteros (ou Anti-Eros). Esse conceito dualista, explorando a temática de relacionamentos e suas diferentes fases, faz com que as canções do disco disputem harmonia e caos. As características marcantes do som da banda, como a voz singular de Carlos e o instrumental moderno e recheado de efeitos aparecem em várias faixas do álbum, que também apresenta canções mais singelas, com violão e violoncelo, explorando esse conceito de dualidade sonora.

Saudade de Você

Não sente
Não precisa nem dizer

Não olha
Já não olha mais pra mim
Daquele jeito

Não sei se
Se algum dia vou esquecer
Do seu suspiro
Daquele beijo que não tem fim

Não vou ter mais
Não vou ter

Saudade de você
Eu senti
Além de tudo o que eu gostaria
É que não fosse Ilusão

Saudade de você
Eu senti
Além de tudo o que bastaria
É que eu fosse feliz

Mil Lembranças

Hoje eu lembrei
De tudo que eu já vivi
Só que eu não sei
Agora eu pegunto

Porque lembrar
Disso logo agora?

Eu me calei
Mas tenho tanto pra dizer
E descobri, lembrar é perceber
Que tudo é tão mais triste sem você

Mil lembranças
Passando pela minha cabeça sem parar
A memória
Do que faz falta é o que me faz continuar

Eu vou lembrar
Pra nunca mais me esquecer
Me orgulhar
De ter podido te conhecer a fundo
E ver quem é você

Mil lembranças
Passando pela minha cabeça sem parar
A memória
Do que faz falta é o que me faz continuar

Me perguntei
Por que eu não fiz?
Por que eu não quis?
Agora eu sei
Tudo o que eu quis era você
Cadê você aqui agora?

Mil lembranças
Passando pela minha cabeça sem parar
A memória
Do que faz falta é o que me faz continuar

Ilusionista

Essa vaidade já não maquia o mistério
Pra ser sincero, eu já descobri o que você quer
O que eu não quero é ver você me olhando assim
Então senta nessa mesa, pra discutir

Lhe falei o que eu não quero
Escutei o que não quis
Mais uma vez, me desespero
Por você

Eu descobri que nessa vida o que é sério
Cabe da vista de quem vê o que bem quer
O que eu não quero é ver você me olhando assim
Então senta nessa mesa, pra discutir

Lhe falei o que eu não quero
Escutei o que não quis
Mais uma vez, me desespero
Por você

Lhe falei o que eu não quero
Escutei o que não quis
Mais uma vez, me sinto cego
Por você

Tentação

Você ligou
Pra saber de mim
Mas não foi tão fácil assim

Como é tão bom
Saber que você me viu
E me notou
Então arrase o meu coração
E me diga que eu sou seu
Seu amor

Deixa que eu cuido de você
Não precisa se preocupar

Você tocou o meu coração
Sem perguntar
Se podia, ou não

Você falou que eu sou o seu rei
Num castelo de magia e tentação
Tentação que eu
Que eu vivi a esperar
Até que encontrei

Viaje Comigo

Viaje comigo
É o que eu preciso
Pra não envelhecer
Deixar o vazio fluir e se preencher

Me dá sua mão
Agora sinta o chão
Ficar mais longe
Vamos flutuar

A gente faz ser bom e
Deixa rolar
Me descobre, me cobre com teu olhar
O vento passa e arrasta você pra mim

Viaje comigo
É o que eu preciso
Me dá sua mão
Vamos flutuar

A gente faz ser bom e
Deixa rolar
Me descobre, me cobre com teu olhar
O vento passa e arrasta você pra mim

O Contrato

Essa história você já ouviu falar
Mas só que sobrou pra contar

Vai ter que assinar
Quero ver assinar

Ele vai dar
Pra depois tirar
E lhe dirá
Que depois vai voltar

Ele vai dar
Pra depois tirar

Ele gentilmente estendeu a mão
Mas do ato, o contrato, a escravidão

Vai ter que assinar
Quero ver assinar

Ele vai dar
Pra depois tirar
E lhe dirá
Que depois vai voltar

Ele vai dar
Pra depois tirar
Ele vai dar
Pra depois voltar

Ela Diz

Ela diz
Vou deixar
As coisas, o tempo levar

Outra vez diz
Vou te olhar
Até a eternidade morrer de tédio

Ela diz
Vou te amar
Como se fosse uma coisa fácil
Ela diz

Não é fácil encarar
O tempo
Que nos deixa perceber
Não é fácil viver
Sem acreditar
Que alguém te ama

Ela diz que vai
Me deixar
Ela diz
Que não dá
Pra continuar

E sabe que não é fácil
Acreditar

Aí Está Você

Veja bem
Vou te mostrar o meu valor
Declarando o meu amor
Decifrando-me pra você

Lembro bem
Da primeira vez que eu te fiz sorrir
Eu encontre minha felicidade ali
E não podia estar em mais nenhum lugar

Mas é claro eu me declaro
Quando eu paro eu me deparo em você

Eu disfarço que eu não quero
Quando tudo o que eu espero é te ver

Hoje eu sei
Achei alguém que entenda quem eu sou
Independente do que já passou
Meu sentimento sempre irá te acompanhar

Oh, meu bem
Nosso sonho não acabou
Ainda tenho aquele mesmo amor
E até hoje eu espero por você

Mas é claro, eu me declaro
Quando eu paro eu me deparo em você

Eu disfarço que eu não quero
Quando tudo o que espero é te ver

Eu não nego, eu me entrego
Não vem dizer depois que tanto faz
Faço mistério, finjo de sério
Só pra depois você correr atrás

A verdade é que já tá tarde
E minha cama sem você me faz
Lembrar de tudo e agora eu juro
Só você pra trazer a minha paz

Eu nego que eu me entrego
Quando tudo o que eu quero é te ter
Eu preciso ser sincero
A verdade é que eu só quero você

Despedida

Não sei se foi eu, ou se foi você, amor
Mas o laço foi rompido
Causando imensa dor

Não faz menor sentido se o que restou
São mágoas de uma vida
Sem o devido amor

O amor que um dia eu lhe dei
E o quanto me dediquei
Não se resume em mil palavras

Não sei quantas vezes te falei
Que se eu for vai ser de vez
Sem cerimônia, ou hora marcada

O que será de mim e de você amor?
Se o laço foi perdido
Causando um rancor

Não tinha percebido que o que sobrou
São cascas de uma ferida
Que ainda não sarou

Eu vou qualquer dia me mudar
Qualquer hora, pra qualquer lugar
E fazer disso uma despedida

Eu vou só dizer mais uma vez
Que se eu for, eu vou de vez
Sem cerimônia, ou hora marcada

Estou precisando de você nessa hora
Só teu calor pra eu perceber
Que eu não quero ir embora
Desse lugar

Difícil é falar
Sem não se arrepender
Que eu quero ficar
Porque amo você

Amor de Pavarotti

Então Hoje eu acordei
Pensando em você
Pensando em tentar esquecer a solidão

E a falta que me fez
Antes de realizar
Que o certo foi eu ter me afastado de você

O quanto eu perdi
E o quanto que ganhei
Não vale a pena pesar
Pois tudo o que vivi
Faz parte do viver
Faz parte de mim
Tanto quanto de você

Sofri
Por pouco imaginar
Que tudo que eu fiz
Ou tudo que sentia vontade de fazer
Toda preocupação
De ter sentido, ou não

Levou a desgastar
Me iludir

Ela Não Liga (Ela Não Volta)

Ela não ligou
Não há com quem falar

Eu sei que não é fácil
A gente cair e levantar
Difícil é acreditar

Que ela não ligar…
E ela não volta...

Ela me deixou
Não há o que fazer

Tentei de tudo que era
Jeito de tentar
Agora é espera

Mas ela não liga
E ela não volta

Há tanta coisa pra falar…
Mas não sei bem como dizer…
Tá tudo aqui no seu lugar…
Esperando por você...

Entre Brilhos e Cílios

O que você fez?
Confessa agora pra jamais
Se já fez
Tira o riso, que não vai esconder

Não precisa
Não precisa me avisar
Não avisa
Não precisa, deixa eu te falar

Eu já sei o que é
Só com o seu olhar

Seu olhar
Que desde o brilho
E o fascínio, me fez chorar

E quanto ao doce
Logo o doce, fez salgar

Não precisa
Não precisa me avisar
Não avisa
Não precisa, deixa eu te falar

Eu já sei o que é
Só com o seu olhar

X

É por isso
Que me disfarço
Do pedaço
Que desistiu
De ser enguiço
Com feitiço
Ou que dá asas ao amor

Condeno a alma
Condeno os padres
Condeno o sutil beijo do amor

Eu vou desmistificar
O valor de ser
E de crer em algo
Mas não quero me sentir
Como algo que já mais foi
Ou já não é

A Maré

Tempo voa
Não caçoa dele
Não deixa pra depois o hoje
Que já foge amanhã

Me perguntei outro dia
Se eu faria outra vez
Retruquei com emoção

Desse velho berço
Enalteço a canção
Foge desses lábios, meu refrão

Vou deixar você conduzir a minha valsa
Vou remar até a maré ficar baixa

E o tempo, não liga
Pois a hora, foi passear
E a memória intacta
Nos resta contemplar

Resolvi lembrar ao vento
Do calento e da razão
Disse a ele que não me espere
Mas que me aponte uma direção

E nessa jangada
Minha amada levarei
Faço dessa jornada
A maré

Créditos

  • Fernanda Monteiro • Dois em Um / Violoncelo (Saudade de Você, A Maré e Entre Brilhos e Cílios)
  • Leonardo Leal • Os Jonsóns / Trompete (Entre Brilhos e Cílios)
  • Mirella Veloso / Voz (Viaje Comigo)
  • Carol Andrade / Voz (Mil Lembranças)
  • Henrique Moraes • Madrigal da UFBA / Voz (Ela Diz, Amor de Pavarotti e O Contrato)
  • Igor Garcia • Madrigal da UFBA / Voz (Ela Diz, Amor de Pavarotti e O Contrato)
  • Josehr Santos • Madrigal da UFBA / Voz (Ela Diz, Amor de Pavarotti e O Contrato)
  • Raquel Mei / Castanhola (Entre Brilhos e Cílios)
  • Vicente Fonseca (Studio 60) • Produtor Musical e Engenheiro de Mixagem
  • Marcos Franco (Revolusom Studio) • Engenheiro de Gravação
  • SAGE AUDIO MASTERING STUDIO (Nashville, US) • Masterização
  • André de Freitas • Ilustrações
  • Bruno Biano (Voulta) • Designer Gráfico

Adeus, Boa Sorte

Junto a vontade

Vem a promessa
Mas quando é tarde
Não há compaixão

O que começa
Inicia sem fim
Mas quando acaba
Termina assim

Quem parece falso agora
Não vá dizer
Que sou eu
Que sou eu

Nunca é tarde pra se amar
Mas veja agora
Quem fala sem pensar

Cedo, ou tarde
Você vai entender
Coisa nenhuma
Vai prestar pra você

Desejo a sorte
Porque de mal
O pior
É ter no caminho
Alguém como eu
Junto a você

Quem parece falso agora
Não vá dizer
Que sou eu
Que sou eu

Nunca é tarde pra se amar
Mas veja agora
Quem fala sem pensar

Ninfo

Já não preciso de café
Eu não consigo mais dormir
Essa mulher sabe o que quer

Ela sabe que me enlouquece
Mesmo assim não liga
Ela sabe que me aborrece
Ainda assim implica

Isso já deixou de ser sexual
Agora já tá mais pra banal
Não sei se aguento essa pressão
Mas ela já me têm nas mãos

Ela sabe que me enlouquece
Mesmo assim não liga
Ela sabe que me aborrece
Ainda assim implica

A cama tá fervendo a mil
Alguém me tira daqui
Eu faço tudo pra apagar
O fogo que não que cessar

Ela sabe que me enlouquece
Mesmo assim não liga
Ela sabe que me aborrece
Ainda assim implica

Eu tô cansado dessa mulher
Que me consome mais e mais
Alguém me salve
Mande parar
Essa mulher sabe o que quer

Mentira

Isso não vou permitir
Não vou deixar
Você moldar a minha vida toda

Isso não é pra sorrir
Isso é coisa séria
É coisa séria
Você, tá na hora de ligar
Pro meu lugar
Meu lugar...

Nosso relacionamento
Não é mais azul
Mais azul
E agora, já tá mais pro cinza
Não é mentira

Mentira...

Tentação

Você ligou
Pra saber de mim
Mas não foi tão fácil assim

Como é tão bom
Saber que você me viu
E me notou
Então arrase o meu coração
E me diga que eu sou seu
Seu amor

Deixa que eu cuido de você
Não precisa se preocupar

Você tocou o meu coração
Sem perguntar
Se podia, ou não

Você falou que eu sou o seu rei
Num castelo de magia e tentação
Tentação que eu
Que eu vivi a esperar
Até que encontrei

Loja

Comprar

Fale conosco

{{ feedbackMessage }}

Gepetto

Acompanhe nossas atualizações nas redes sociais

Apoio financeiro